domingo, 17 de abril de 2016

SEJA VOCÊ MESMO

 


Um dia desses eu estava numa ligação ao celular, rindo demais, brincando e de repente eu e essa pessoa da linha fomos orar. Comecei agradecendo a Deus por isso, aquilo e aquilo outro. De repente me dei conta: Eu estava rindo há 20 segundos e agora, me vesti com as vestes ungidas eleitas purificadas e estou falando com Senhor com a cara mais séria do mundo, franzindo a testa o máximo que eu podia, mostrando toda a minha reverência pelo meu tom de voz consistente e medindo minhas palavras poéticas, tomando bastante cuidado para não errar na eloquência.

AFINAL DE CONTAS, O QUE É QUE EU ESTOU FAZENDO?

  Me considero uma pessoa muito bem humorada e quem me conhece, descobre isso em poucos minutos de conversa. Mas, porque sempre que vamos falar com Deus, temos que nos vestir desse jeito? Eu confesso que, na maioria das vezes que me achegava à Ele, ia assim... Talvez nem sendo totalmente eu. Quem sabe até inconscientemente eu quisesse "provar" alguma coisa pra Ele. Vai que Ele não seja assim tãão onipontente e passe despercebido o meu fingimentozinho espiritual de leve. Né? rsrsrs

O que quero dizer, é que não acredito que exista um tom de voz adequado, uma expressão no rosto, ou o uso de palavras estrategicamente posicionadas para dar um efeito poderzinho raio laser na oração e fazer com que Deus pense "Olhe só como meu filho me respeita, que ungido e vitaminado".

A reverência está no nosso coração. Não está no levantar das mãos, no ajoelhar, no uso das palavras bonitas e poéticas, no franzir da testa ou nada disso. Está no coração! Porque é de lá que vem a fonte da VIDA. É lá que tudo se inicia. Eu não quero dizer que é pra ficarmos falando com Deus como falamos com nossos amigos num buteco (para não escandalizar aqueles que não vão à butecos, entendam "amigos na pizzaria, pós culto"). Mas é que sinto que somos, às vezes, tão mais verdadeiros com as pessoas, e tão menos verdadeiro com Ele. 

E quando é pra orar em público entãoooooo??? Vixi, aí a oração vem recheaaada de poderzinhos mágicos, frases prontas e de efeitos. Dá até pra colocar no nick do msn. Uma b e n ç ã o. Xaramanaias (não resisti). 

Uma vez eu perguntei pra uma amiga: "Você não fecha os olhos pra orar?" e ela: "tá escrito em algum lugar que tenho que fechar?" Emoticon confused Foi nesse dia que comecei a reparar nas minhas orações e quis mudar. Pedi a Deus que me ajudasse a orar. Queria agrada-lo de todo meu coração. Ainda caio no erro muitas vezes. Ele sabe gente...Ele sabe tudo! MAS ainda dá tempo! Peça pra Ele te ajudar a identificar isso. Reconheça. Peça pra Ele transformar sua motivação, seu caráter, seu coração. Ele faz! Ele quer fazer!

Sabe, a bíblia diz que nossa oração sobe como incenso até o altar de Deus. Nos leva a ter intimidade profunda com Ele, a mergulhar em sua vontade, nos leva a entender os Teus propósitos pra nossa vida, nos leva a conhecê-lo intimamente. E aí, mesmo quando todos os ventos do universo estiverem contrários a nós, pau quebrando cabulosamente, estaremos de boa. Porque sabemos quem ELE é. Estaremos tranquilos. E mais do que entender, essa intimidade nos fará PERMANECER FIRMES ATÉ O FIM. O relacionamento profundo com Ele não deixa que os ventos nos levem pra lá e pra cá. Nos faz FIRMES. 

E pra fechar, apenas ALGUNS dos vááários versículos que temos na Bíblia sobre CORAÇÃO, se liguem:

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. Provérbios 4:23

"Não considere sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração". 1 Samuel 16:7

Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; Provérbios 3:5

Sonda-me, ó Deus,e conhece o meu coração;prova-me e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo te ofende e dirige-me pelo caminho eterno. Salmos 139:23-24

Meu filho, dê-me o seu coração;mantenha os seus olhos em meus caminhos,
Provérbios 23:26

O homem bom tira coisas boas do bom tesouro que está em seu coração, e o homem mau tira coisas más do mal que está em seu coração, porque a sua boca fala do que está cheio o coração. Lucas 6:45

Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus. Mateus 5:8

Sejam também pacientes e fortaleçam o seu coração, pois a vinda do Senhor está próxima. Tiago 5:8

AME GERAL

domingo, 30 de agosto de 2015

A ESPERA




Não é de hoje que vôos atrasados deixam a gente irritado. Pessoas que esperamos e que nos esperam, sofrem. Compromissos que temos, são cancelados. O dia desanda, temos sono, fome, celular sem bateria, tempo perdido, e aquela aflição misturada com irritação e decepção, porque afinal de contas não estamos no lugar lugar onde deveríamos estar.
Sem dúvida, estar no lugar certo é um assunto para qualquer pessoa.

As vezes penso que a vida toda é sobre isso. Gente querendo chegar lá, seja “lá” o lugar que for. Lá pode ser ambição, sonho, direito, autonomia, aceitação, sucesso, urgência, sentido. A ideia é atraente, mas junto dela anda a sombra de que seu vôo para Lá pode ser cancelado. Aí aparece questionamento, irritação, decepção, e toda chatice que estou encarando nesse aeroporto, só que no âmbito espiritual. Sua fé fica abatida.

Por esse motivo não me canso de dizer, desde que esse blog existe, que o lance de Jesus não era outro senão o de se espalhar por aí. Ocupar espaços. Os antigos espaços não ocupados, onde a simplicidade sobre Deus ainda não era conhecida, ou os espaços não ocupados no coração das pessoas, que não engoliam ou não entendiam discursos religiosos. Ocupar espaços tinha mais a ver com uma disposição de vida do que um interesse. Alô! Ele sabia que morreria! O “lá” dele não era tão legal quanto o seu, e mesmo assim ele ocupou-se com os dias, e não com o pensamento fixo do fim da estrada. (Ok, essa última frase já serve de tapa na cara da nossa pouca fé, mas vamos em frente).

O tempo passa e nossas preocupações se repetem “será que eu estou vivendo direito?” Ou “será que estou onde deveria estar, fazendo o que deveria fazer, sendo o que deveria ser?” Boa parte dessas dúvidas existem porque nascemos com o carimbo da culpa na nossa testa, (e isso se encarrega de estragar nossa vida pouco a pouco) mas por outro lado, quem seria o louco de não desejar estar no lugar certo, e não fazer essas perguntas a todo instante? Não é a toa que nos apegamos aos padrões e superstições de todos os tipos. Quem nao quer chegar lá sem errar?

Depois de um tempo conhecendo e conversando com gente cheia de perguntas sobre Deus e o diabo e o carnaval que há no meio disso, chego a conclusão de que boa parte das pessoas que procuram ter uma vida espiritual acabam tendo dois comportamentos distintos, mas ironicamente parecidos. Há os que programam meticulosamente sua jornada com Deus, escrevendo detalhadamente, em extensas listas, o que esperam que ele faça, como se ele precisasse de um briefing ou agenda para conseguir se mostrar grande e poderoso nesses dias. Não são raras as vezes em que confundimos fé com teimosia e adotamos um discurso duro sobre Deus e sobre nós mesmos. E há também os que estão aparentemente tranquilos, que pouco se importam com os pequenos sinais e delicadezas que Deus coloca na nossa frente para, literalmente, dar o ar de Sua graça. Isso também não é legal porque deixar de buscar a Deus para ser servo do deus-dará pode parecer bem emocionante algumas vezes, mas aí o coração vira uma casa bagunçada que em algumas noites pode parecer festa, e em outras pode parecer um assalto. 

A cerne das duas coisas é a mesma: os exageros anulam a verdadeira essência de Deus. Ele é simples. Por isso não consigo entender esses comportamentos, mesmo quando os questionamentos e os motivos são sinceros. Não podemos julgar os métodos, sejam quais forem, porque eles significam muito na vida de todos nós. Mas não seria mais verdadeiro encararmos essa “geografia existencial” com mais liberdade e coragem? Você vai passar os dias achando que o lugar ideal é sempre Lá, onde você ainda não está, ou achando que o que está sendo feito não está bom? Vai achar que você já sabe de tudo, ou não sabe nada?

O que estou tentando dizer aqui é que:
Cansamos quando achamos que andar com Deus é viver em busca de uma coisa que nem nós sabemos direito.
E também…
Cansamos quando achamos que andar com Deus é viver um busca de uma coisa extremamente definida, definitiva e específica.
Usar Deus só para alcançar o seu “lá” torna a fé vaga ou medíocre. E a verdade é que só não cansaremos quando andarmos com Deus pelo simples prazer de andar com Deus.

Enquanto inspecionamos os lugares, as pessoas, as culturas e os padrões, para nos certificarmos de que estamos no lugar mágico que Deus nos reservou, nós estamos andando com medo. Enquanto nos preocupamos com a aparente segurança de que tudo está nos trincs e que nossa posição agrada a todos, estamos pensando em tudo, menos no que podemos aprender com Deus.

Não seria mais estimulante e transformador entender que nós já somos o lugar que tanto procuramos e que é Deus que deve nos ocupar?

Não é a opção mais fácil, mas é a opção real. Os vôos podem ser lindos e dignos de devoção e fé. Mas uma hora ou outra, eles atrasam. E o que você vai fazer enquanto isso?

AME GERAL !

domingo, 5 de julho de 2015

UM DIA DIFÍCIL


Realmente, hoje foi um dia difícil, não só hoje como os últimos dias. Tempo em que tenho sentido na pele o que é ser um prisioneiro, alguém sem poder ter prazeres simples. Em pensar que eu estava tão feliz um tempo atrás. A alegria brotava do meu coração, como um fonte inesgotável de descanso, de abundância. Hoje meus dias tem sido de tristeza e angustia, como se nuvens cinzas estivessem sobre mim, sem um sinal de que o sol irá brilhar. 

O choro que no momento me acompanha, sem direção.  Soluços. Aperto no coração. É um deserto, ou uma tempestade? Bem, acho que os dois; uma tempestade no deserto.  

Estão passando os dias e nem sequer previsão de melhora, ou de alguma mudança. Parece que a cada dia o poço está mais fundo, e está mais longe de chegar na luz, no topo, para a liberdade. Mas a permanência no mesmo lugar não vai trazer mudanças, nem respostas. É preciso refletir, refletir para mudar. Por mais que pareça que nada vai mudar, e que esse ciclo vicioso permanecerá pra sempre, há esperança. Mas essa esperança não vem de mim. 

Vem daquele que tem poder pra mudar tudo. Poder pra transformar água em vinho. Poder pra curar. Poder pra ressuscitar. Poder pra avivar um coração caído. Sempre ouvimos tantas histórias, algumas com final triste, outras com final surpreendentemente feliz, mas bom mesmo é viver a história. Uma história diferente e nova. 

Contudo, devemos lembrar que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Que a tempestade passa e o sol volta a brilhar. Que uma hora se chega ao final do deserto. Que uma nova página pode ser escrita. E que o pranto se tornará em alegria. Que os que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. Que no final de tudo, ao olhar para trás, será visto o quanto valeu a pena. Que há um banquete agora, com festa, com alegria, com novas vestes, na presença daquele que tornou tudo isso possível. Que nos abraça e nos trás descanso em meio ao desanimo. Que nos dá forças em meio ao fracasso. Que nos levanta quando caímos. Nos anima quando desanimamos. Que nos dá todas as possibilidades e oportunidades, para recebermos a coroa da vida. 

Contudo só é possível a linha de chegada ao final da rota através de um único caminho, uma única verdade e uma única vida. Jesus.


Porque para Deus nada é impossível. Vai valer a pena.

Salam Aleikom. Que a paz de Deus esteja convosco.

JYA

terça-feira, 31 de março de 2015

REFLITA




Uma vida santificada exige um constante exame dos nossos atos e motivos. Mas, ao agirmos deste modo, devemos tomar cuidado com a tendência de nos concentrarmos completamente em nós mesmos, o que é muito fácil de fazer, especialmente quando os valores egocêntricos da cultura invadem a igreja. Na verdade, esta característica auto-indulgente de nossos tempos é o maior motivo pelo qual o assunto da verdadeira santidade é tão negligenciado pelos lideres, professores, escritores e oradores cristãos. Talvez inconscientemente tenhamos colocado em seu lugar uma mensagem secularizada e autocentrada. Pois quando falamos da “vitória” na vida cristã, com exagerada frequência nos referimos à vitória pessoal, como Deus irá derrotar o pecado para nós ( pelo menos aqueles pecados dos quais nós gostaríamos de nos livrar, aqueles quilos a mais, aquele hábito irritante, talvez um temperamento ruim). Isto não somente reflete o egocentrismo, mas uma visão incorreta do pecado.

A vida cristã começa com a obediência, depende da obediência, e resulta em obediência. Nós não podemos escapar. As ordens do nosso comandante são claras.

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, este é o que me ama.”

Amar a Deus, realmente amá-lo, significa viver de acordo com os seus mandamentos, não importa quanto isto nos custe.

Da próxima vez que você cantar na igreja, pergunte a si mesmo durante a segunda estrofe: “Por que estou fazendo isto? Por que estou aqui? Por que estou cantando? Por que eu trouxe a minha Bíblia?” 

Examine os seus motivos!

Busque a Deus com motivos puros. Faça boas obras por amar a Deus, e não porque os outros esperam isso.

Tiago Lima

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PROMESSA


Alguma coisa ainda pode se mover dentro de você. Alguma coisa vai acontecer, não porque você fez tudo certo, não porque seu pó é mais bonito que a água do mar, mas porque Deus já fez a escolha de morar em você. Ele decidiu isso e se você está respirando, não há como voltar atrás. Você não está sozinho. É só checar seus pulmões!
Ele escolheu você, resolveu que moraria aí e sabe, casas são casas. Nos dias frios e nos dias quentes, casas não deixam de ser casas. Hoje você pode estar num dia de abandono e incompreensão.
Você pode ter dúvidas, você pode ter raiva, você pode ter bagunças, mas a notícia é que mesmo assim, você continua sendo uma casa, um lugar onde o Espírito mora e se move. Isso é para todos. Isso é para os que estão lendo, e para os que vão ouvir sobre esse texto, quando alguém comentar o que leu. Isso é para você e é para mim. É para a pessoa ao seu lado, que está viva, produzindo, pensando, concluindo, evoluindo ou não. Amando-se ou não. É para ele. É para você. E se você está vivo, está na hora de saber que o que te faz andar não é a dor, apesar dela provar que você está bem vivo, sentindo, chorando, suando frio. (rs..).
Mas esse é o momento de entender que existe uma promessa muito mais séria do que a sua dor. Ainda que a sua dor nunca tenha dado uma risadinha, ainda que ela não tenha largado do seu pé, existe uma decisão que foi feita e ela é mais séria do que a sua dor, suas feridas. Se a tristeza não larga você, está na hora de saber que o próprio consolo resolveu morar dentro de você ao invés de ficar fora disso tudo. Ao invés de mover-se sobre a água, veio mover-se dentro de você. Dentro do seu pó, dentro da sua situação. E talvez a sua dor não diminua hoje, porque é a sua alegria que precisa aumentar.

#AMEGERAL

Tiago Lima